Anestésico Mepivalem 3% - DLA

Cod. de Referência: 277777

Embalagem com 50 tubetes de plástico com 1,8ml cada. Cloridrato Mepivacaína sem vaso.

USO PROFISSIONAL

MEPIVALEM É UM MEDICAMENTO, SEU USO PODE TRAZER RISCOS, PROCURE UM MÉDICO OU UM FARMACÊUTICO. LEIA A BULA. MEDICAMENTOS PODEM CAUSAR EFEITOS INDESEJADOS, EVITE A AUTOMEDICAÇÃO: INFORME-SE COM O FARMACÊUTICO.

R$123,90
Condições de Pagamento [ + ]

Nos cartões

MastercardVisaDinersAmerican expressElo

*Em até 12x sem juros * com parcela mínima
de R$ 100,00

No Boleto Parcelado

Boleto

*Em até 6x sem juros * com parcela mínima
de R$ 200,00

Pagamento Antecipado

Boleto

*Ganhe 3% de desconto * desconto concedido no
total dos produtos
* Estas condições de parcelamento não se aplicam a todos os produtos da loja virtual.
Esgotado

Calcular frete e prazo

O prazo de entrega inicia-se após a confirmação de pagamento.

Indicação

INDICAÇÃO:

MEPIVALEM 3% SV está indicado para a anestesia local em odontologia. Indicado para a produção de anestesia local por infiltração ou
bloqueio, para intervenções odontológicas em geral, extrações múltiplas, próteses imediatas e procedimentos endodônticos.

CONTRA-INDICAÇÃO:

Os AL tipo amida são contra-indicados a pacientes que apresentem hipertermia maligna (hiperpirexia). A insuficiência hepática é uma contra-indicação relativa à administração de anestésicos locais. Isto inclui pacientes submetidos à diálise renal e aqueles com nefrite túbulo intersticial crônica. Insuficiência hepática e cardiovascular significativas e a tireotoxicose (hipertireoidismo) são contra-indicações relativas ao uso dos AL. A hipersensibilidade aos AL do tipo amida e a quaisquer componentes presentes na composição de MEPISV é uma contra-indicação absoluta. MALAMED, SF. Manual de Anestesia Local. 5a. Ed. Elsevier, 2005.

CUIDADO E ADVERTÊNCIA:

Os AL tipo amida são contra-indicados a pacientes que apresentem hipertermia maligna (hiperpirexia). A insuficiência hepática é uma
contra-indicação relativa à administração de anestésicos locais. Isto inclui pacientes submetidos à diálise renal e aqueles com nefrite túbulo
intersticial crônica. Insuficiência hepática e cardiovascular significativas e a tireotoxicose (hipertireoidismo) são contra-indicações relativas
ao uso dos AL. A hipersensibilidade aos AL do tipo amida e a quaisquer componentes presentes na composição de MEPIVALEM 3% SV
é uma contra-indicação absoluta. MALAMED, SF. Manual de Anestesia Local. 5a. Ed. Elsevier, 2005.

POSOLOGIA:

Como para todos os AL, a dose varia e depende da região a ser anestesiada, da vascularização dos tecidos, da tolerância individual e da
técnica de anestesia. Deve ser administrada a menor dose necessária para produzir anestesia eficaz. A dose máxima é de 4,4 mg/Kg sem
ultrapassar 300 mg (equivalente a 5 carpules para adultos saudáveis normais); a dose deve ser reduzida em pacientes clinicamente
comprometidos, debilitados ou idosos. MALAMED, SF. Manual de Anestesia Local. 5a. Ed. Elsevier, 2005.
Doses máxima em carpules para pacientes saudáveis (4,4 mg de cloridrato de mepivacaína / Kg - cada carpule de 1,8 ml contém 54 mg
de cloridrato de mepivacaína).
Registro ANVISA: 1.0993.0008-001-2.

APRESENTAÇÃO

Solução estéril injetável de Cloridrato de Mepivacaína 3% (30 mg/ml) sem vasoconstritor acondicionada em tubetes plásticos de 1,8ml. Via de administração: parenteral, com injeção intraóssea, conjuntival e intracanal. Uso pediátrico e adulto.

COMPOSIÇÃO

Cada tubete de 1,8 ml contém:
Cloridrato de Mepivacaína ….. 54,000 mg
Excipientes (Cloreto de Sódio, Metilparabeno e Hidróxido de Sódio para ajuste de pH)
Água para injetáveis ….. q.s.p ….. 1,800 ml

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS

Em geral, os depressores do Sistema Nervoso Central como narcóticos, opioides, ansiolíticos, fenotiazínicos, barbitúricos e anti-histamínicos, quando empregados em conjunto com Anestésico Local (AL), levam à potencialização das ações cardiorespiratórias dos AL. O uso conjunto de AL e drogas que compartilham uma via metabólica comum pode produzir reações adversas. Os fármacos que induzem a produção de enzimas microssomais hepáticas, como os barbitúricos, podem alterar a velocidade de metabolização dos AL com ligação amida. Assim, o aumento da indução das enzimas microssomais hepáticas, aumentará a velocidade de metabolismo do AL.

REAÇÕES ADVERSAS

Reações adversas após a administração de cloridrato de mepivacaína são similares em natureza das reações observadas com os outros anestésicos locais do tipo amida. Essas reações são, geralmente, dose-dependentes e podem ser resultado de uma concentração plasmática elevada. Os sinais e sintomas clínicos iniciais da superdosagem (toxicidade) têm origem no SNC e são de origem excitatória, tais como: sinais de fala difícil, calafrios, contração muscular, tremores dos músculos da face e extremidades distais e sintomas de sensação de pele quente e ruborizada, delírio generalizado, tontura, distúrbios visuais como incapacidade de focalizar, distúrbio auditivo como zumbido, sonolência e desorientação. Para outras reações adversas, vide a Bula.

Características
* Carpule inquebrável: Não quebra ao cair no chão, nem se sofrer flexão dentro da seringa durante a aplicação (se o arpão não tocar exatamente no centro do êmbolo);
* Maior segurança e menor risco de acidentes;
* Produzido na mais moderna fábrica de anestésicos dentais da América Latina;
* Qualidade Total garantida pela ANVISA.